segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

I`m Not Your Baby




   Se você é do tipo que prefere não se misturar com a gentália, uma referência cafona, mas ao mesmo tempo incrível como a Elvira, primeira dama do crime em Miami no filme Scarface, ao menos pode dignificar o seu jeitinho esnobe.
  Parece fácil mas não é, dançar e ao mesmo tempo fazer essa cara de entediada é contraditório e difícil de articular.
  O movimento de braços para cima que ela usa me lembrou a seguinte imagem: estou no rio Gandhi acompanhada de um monte de indianos sem casta, mas ao mesmo tempo a  correnteza movimenta meu corpo submerso e decotadamente bem vestido. Talvez se concentrando nesse pensamento podemos chegar aos pés da Michelle Pfeiffer dançando como Elvira.
  Acho que demostrar um certo desprezo pelo resto da humanidade pode ser útil em momentos específicos, atraiu o Tony Montana por exemplo, que vamos convir, se não fosse a fraqueza por cocaína e uma certa tendência ao incesto tinha muito potencial. Poderia ter se tornado a versão cubana e sem bom gosto do Don Corleone. 
  Incorretisses políticas a parte, tem muita gente que curte o estilo blasé por ai, se você é uma dessas pessoas, ai está uma fonte inspiração menos francesa. 



   

Um comentário:

  1. Beleza de danças, Juliana!
    Ousadia ou timidez, sedução, liberdade, o movimento da dança mexe com o corpo e com a alma.

    E se não há nada a perder, nada a provar, eu danço comigo mesmo, oh, oh, oh, oh!

    Abraços Brandos,

    Nestor

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget